Editorial

 

A revista Crátilo veio substituir uma antiga publicação do curso de Letras do UNIPAM, os Cadernos de Letras, que foram editados até 2007. Já em seu primeiro número, a Crátilo nasceu muito mais madura e enriquecida, consequência da experiência adquirida por docentes e discentes do curso de Letras, que hoje se veem mais preparados para lidar com o campo da pesquisa e da produção do conhecimento. Nós, da comissão editorial da revista, compreendemos que o papel da universidade precisa ser muito bem definido, e muito tem a contribuir para a formação de uma consciência crítica do mundo. A pesquisa universitária deverá ser um dos pontos altos de contribuição da universidade para o meio social.


A Crátilo nasceu imbuída desse espírito. Tem um conselho consultivo diversificado, com professores que podem efetivamente dialogar com nossos alunos e com alunos das mais diversas instituições do país. Portanto, não é a primeira tentativa de pesquisa por parte de nossos estudantes, já envolvidos anteriormente com os Cadernos de Letras e com a revista Perquirere, mantida pelo Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão do UNIPAM.


A partir de fevereiro de 2012, o conselho editorial da revista Crátilo propôs modificações em sua estrutura e passou a publicar edições semestrais, ampliando o quadro de artigos e resenhas, e tornando o periódico mais dinâmico. Com isso esperamos que a Crátilo, que já tem sido um excelente espaço para a publicação discente, se torne ainda mais um ponto de partida para diálogos entre alunos de Letras e cursos afins, das mais diversas instituições do país.


Escopo: publicar artigos, resenhas, traduções e entrevistas de alunos dos cursos de Letras ou áreas afins, que estejam em nível de graduação, especialização, ou que sejam recém-graduados.


Periodicidade: semestral (a partir de 2012)